• Rodovia PR-407, Km 19, 215 - Praia de Leste
  •   0800 000 0974
  • prefeitura@pontaldoparana.pr.gov.br Telefones Úteis

  • HORÁRIO DE ATENDIMENTO: DE SEGUNDA A SEXTA DAS 08H00 ÀS 12H00 E DAS 13H30 ÀS 17H00
  • Curso de Meliponicutura finalizou com aula prática em associação de Mandirituba

    Sexta-feira, 12 de novembro de 2021

    Última Modificação: 12/11/2021 19:27:21 | Visualizada 238 vezes


    Ouvir matéria

    Alunos do curso de Meliponicultura, criação de abelhas sem ferrão, ofertado gratuitamente pela prefeitura, através da Secretaria Municipal de Assistência Social, em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) passaram toda esta sexta-feira na cidade de Mandirituba para o último dia de curso. Foram as aulas práticas. No total, o curso teve duração de 32 horas.

    Mandirituba foi o local escolhido, mais precisamente a AMAMEL, Associação de Meliponicultores de Mandirituba para a finalização com aula totalmente de campo. Os alunos aprenderam diversas técnicas e práticas de beneficiamento do mel e também aprenderam sobre os demais produtos gerados através da produção do mel gerado destas abelhas sem ferrão.

    Os alunos tiveram contato com as abelhas nativas, mel e os demais produtos derivados como própolis, extrato de própolis, shampoo e diversos outros produtos.

    De acordo o Secretário Municipal de Assistência Social, William Pereira, este curso, além de enfatizar a importância de uma nova profissão, traz uma questão ambiental importante. “Queremos promover uma educação ambiental e gerar renda a estas pessoas. As abelhas são muito importantes ao meio ambiente Cerca de 90% das espécies de árvores da Mata Atlântica dependem das abelhas nativas sem ferrão para que possam se reproduzir”. Destacou o secretário.

    O próximo passo pós-curso será trazer esta consciência para Pontal do Paraná de que a meliponicultura é importante fonte de renda para muitas famílias e aqueles que fizeram o curso despertem o olhar para esta nova profissão. “Além deste projeto assistencial, amos fazer um jardim no Cras de Canoas em uma primeira fase e posteriormente em outros prédios públicos, no intuito de se criar um projeto muito semelhante da capital do estado, onde as abelhas nativas ficam junto a estes jardins, ajudando na polinização”.

    Segundo o secretário, Pontal do Paraná pode ser destacar e se tornar uma referencia no litoral e difundir as ações da meliponicultura. “Temos todo o respaldo do prefeito Rudão Gimenes, que incentiva este projeto e apoia todas as questões ambientais”. Finalizou Pereira.

    Rafaela Takiguchi

     Galeria de Fotos

     Veja Também