• Rodovia PR-407, Km 19, 215 - Praia de Leste
  •   0800 000 0974
  • prefeitura@pontaldoparana.pr.gov.br Telefones Úteis

  • HORÁRIO DE ATENDIMENTO: DE SEGUNDA A SEXTA DAS 08H00 ÀS 12H00 E DAS 13H30 ÀS 17H00
  • UM FINAL DE ANO SEM QUEIMA DE FOGOS

    Sábado, 31 de dezembro de 2022

    Última Modificação: 31/12/2022 11:40:10 | Visualizada 727 vezes

    Luiz Michelin Junior - Imprensa


    Ouvir matéria

    Neste final de ano a Prefeitura de Pontal do Paraná resolveu não investir em queima de fogos para a virada do ano.

     

    O Prefeito de Pontal do Paraná, Rudão Gimenes, conta que tal decisão se deu pensando no bem-estar das pessoas autistas, idosas e nos animais presentes em nosso município, os quais sofrem muito com os rojões e estampidos dos fogos no final do ano. E também por questões econômicas, pois a verba pode ser usada pelo município para outros fins.

     

    A lei municipal 1950 de 08/07/2019 proíbe o manuseio, a utilização, a queima e a soltura de fogos de estampidos e de artifícios, assim como de quaisquer artefatos pirotécnicos de efeito sonoro ruidoso, no município de Pontal do Paraná. Quem se sentir incomodado pode acionar a Polícia Militar através do número: 190 ou à Guarda Municipal de Pontal do Paraná pelo número: (41) 3455 96 30.

     

    No aniversário do município (20/12/22) a Prefeitura de Pontal do Paraná (20/12/22) já utilizou fogos ecológicos.

     

    ENTENDA A DIFERENÇA ENTRE FOGOS COM ESTAMPIDOS E FOGOS ECOLÓGICOS

     

    Os fogos com estampido são aqueles que nós já conhecemos, terríveis por causa do barulho que emitem, sem contar que contém produtos químicos que poluem o meio ambiente contribuindo para o aquecimento global.

     

    Fogos ecológicos, são produzidos com papel reciclado. São biodegradáveis, com pólvora negra, livres de elementos químicos poluentes. Artefatos produzidos a partir da casca de arroz, sem agredir o meio ambiente. E também possuem uma diminuição considerável no ruído, tanto na propulsão quanto também na abertura das bombas aéreas.

     

    De acordo com a Assobrapi – Associação Brasileira de Pirotecnia, a principal diferença se refere ao nível de decibéis. Os fogos com estampido sonoro ultrapassam a emissão de 150 decibéis, marca superior aos decibéis liberados pelas turbinas de um avião por exemplo (aproximadamente 110 dB). Por sua vez, os fogos sem estampido emitem uma quantidade muito inferior, que não chega a 80 decibéis.

     

    A Prefeitura Municipal tomou esta atitude para não termos mais episódios como o ocorrido no último dia 29/12/22: Elisandra Regina Andrade de Assis, é cuidadora de cães e gatos e faz parte da Rede de Proteção Animal de Pontal do Paraná. Ela cuida atualmente de 12 cães e 19 gatos. "No dia 29/12/22, logo após o estouro de foguetes atrás da minha casa escutei um barulho estranho e ao procurar pela casa tive uma das maiores decepções da minha vida, a Lili, uma cachorrinha que resgatei em Paranaguá oriunda de maus tratos e vivia comigo há 6 anos estava em um dos canis, ficou apavorada com o barulho, subiu na tela, arrebentou os pregos que prendiam ela na madeira e tentou fugir, ela ficou presa entre a tela e a madeira e morreu enforcada.

     

    Quando eu cheguei já era tarde, achei ela pendurada na tela, tentei reanimá-la mas em vão. Um sentimento que não desejo para ninguém, não paro de chorar, estou arrasada. Chamei a Polícia Militar e fiz um Boletim de Ocorrência fazendo valer a lei, inclusive quero agradecê-los, porque fui muito bem tratada pela equipe que se prontificou de patrulhar a área e buscar os autores.

     

    Parabéns também ao prefeito de Pontal do Paraná Rudão Gimenes pela atitude de não termos fogos nesta virada de ano. Já são barulhos a menos para nossos animais. Muitos turistas estão com os animais soltos neste momento e as vezes eles fogem desesperados para a rua, alguns são atropelados, outros ficam perdidos. Isso tem que parar, todo ano é isso, temos que fazer valer a lei que proíbe os fogos com estampido existente em nosso município”, disse Elizandra.

     

    O Presidente da APMF – Associação de Pais, Mestres e Funcionários da Escola Especial Municipal Ilha do Saber, Edson Nascimento, tem um filho com Autismo 2 (Moderado), Matheus Mazalo Nascimento, de 17 anos. O pai relata as consequências destas explosões com rojões nas pessoas autistas, principalmente no fim de cada ano: “Qualquer autista desde o grau mais leve até o severo tem aversão a barulho alto. Com os foguetes o problema aumenta exponencialmente. O meu filho por exemplo precisa tomar remédio para dormir nestes momentos, medicamos ele horas antes da meia-noite, desde quando era pequeno, se não é gritaria ele tem níveis de estresse altíssimos", relatou Edson.

     

    A Prefeitura de Pontal do Paraná recomenda que as pessoas que queiram realizar este tipo de comemoração utilizem os chamados fogos ecológicos, os quais não possuem estampidos de rojões muito altos. O colorido é o mesmo no céu e não incomoda ninguém, contamos com a colaboração de todos.

     

    #pontaldoparaná

    #litoraldoparana

    #pontalquecuida

     Galeria de Fotos

     Veja Também